Estilos de Liderança

Estilos de Liderança. Você sabe qual é o seu ?

image_pdfimage_print

Olá Gerente de Projetos.

Quando pensamos em líderes identificamos vários estilos de liderança que podem ser empregados por eles: autocráticos, democráticos, situacional, etc.  Cada líder tem seu estilo bem particular de gerir pessoas.

Você sabe qual é o seu ?

Introdução

A liderança pode ser entendida como arte de conduzir pessoas a atingirem, com êxito, as metas almejadas. Tal habilidade é uma das principais características do ser humano, que ajudam um indivíduo a destacar-se tanto na vida pessoal quanto profissional.

Mas esta capacidade de influenciar e direcionar os outros é um dom natural ou uma competência que pode ser desenvolvida ao longo da vida ?

Para muitos estudiosos a resposta é que ambas estão corretas e, ainda que seja uma característica intrínseca, a liderança precisa ser desenvolvida e aperfeiçoada no decorrer da vida de uma pessoa.

Diversas são as teorias e modelos de lideranças que foram estudados. Abaixo apresentamos algumas delas.

Teorias

A Teoria dos Traços da Liderança, por exemplo, foi uma das primeiras a ser formulada e indicava que os líderes possuíam traços pessoais e físicos que os diferenciavam do resto da população.

Já a Teoria dos Estilos de Decisão dos Líderes, estudou o comportamento do líder ao tomar decisões e indicou três tipos distintos: o liberal, o democrático e o autocrático.

Teoria das Relações Humanas

A teoria das Relações Humanas (ou Escola Humanística da Administração) surgiu nos Estados Unidos como consequência das conclusões da Experiência de Hawthorne, desenvolvida por Elton Mayo e colaboradores. Foi um movimento de reação e oposição a Teoria Clássica da Administração.

Ela considera que existem milhares de situações dentro de um grupo liderado e muitos perfis de líderes ao redor do mundo. Desse modo, os padrões não se aplicam, pois a infinidade de combinações entre os tipos de liderança e as situações que podem ocorrer não permite que se trace um perfil exato. Existem ainda as teorias do Carisma, da Atribuição, da Liderança Transacional e da Liderança Transformacional.

As relações humanas são ações e atitudes desenvolvidas a partir dos contatos entre pessoas e grupos. Cada pessoa possui uma personalidade própria e diferenciada que influi no comportamento e atitudes das outras com quem mantém contato.

A compreensão das relações humanas permite ao administrador melhores resultados de seus subordinados e a criação de uma atmosfera na qual cada pessoa é encorajada a exprimir-se de forma livre e sadia.

Observe as diferenças entre a teoria clássica e a das relações humanas.

Teoria dos Traços da Liderança Relações Humanas
Trata a organização como máquina Ela trata a organização como grupo de pessoas;
Enfatiza as tarefas ou a tecnologia Enfatiza as pessoas
Inspirada em sistemas de engenharia Inspirada em sistema de psicologia
Autoridade centralizada Delegação de autoridade
Linhas claras de autoridade Autonomia do empregado
Especialização e competência técnica Clima de confiança e abertura
Acentuada divisão do trabalho Ênfase nas relações entre pessoas
Confiança nas regras e nos regulamentos Confiança nas pessoas
Clara separação entre linha e staff Dinâmica grupal e interpessoal

(Fonte: CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. In: Teoria das relações humanas.6. ed. Rio de Janeiro: Campus, 2000).

Liderança Autocrática

Forma de liderança onde o líder exerce um nível elevado de poder sobre os colaboradores ou membros da equipe. Os liderados não possuem oportunidades para apresentar sugestões. Este tipo de liderança tende a gerar elevados níveis de insatisfação e não é aberto à criatividade e a opinião de todos.

Baseiam-se em seus próprios conjuntos de valores e habilidades, são extremamente diretivos sob o ponto de vista da orientação e definição das prioridades, estabelecem prazos, definem normas e organizam os processos de trabalho.

Líderes autoritários sentem-se à vontade neste cenário e não possibilitam ambientes de discussão e tomada de decisão compartilhada. No entanto, no caso de alguns trabalhos de rotina ou sem exigência de qualificações, este estilo pode ser eficaz.

Liderança Democrática

Forma de liderança onde o grupo possui participação ativa na discussão da programação do trabalho, na divisão das tarefas, sendo as decisões tomadas coletivamente. Fundamentado principalmente no compartilhamento de ideias visando decisão conjunta e participativa

O líder envolve a sua equipe na tomada de decisões, deixa clara a sua intenção, privilegia a troca de ideias com sua equipe, pede opiniões, faz elogios para a sua equipe e faz críticas com cautela. A comunicação nesse estilo de liderança, tem que ser de alto nível e fluir.

O líder assume uma atitude de apoio, integrando-se no grupo, sugerindo alternativas, sem as impor. Um bom líder democrático é aquele capaz de sentir o que acontece com o grupo e de tomar atitudes adequadas para ajudar quando necessário.

Elabora críticas construtivas sinceras, não utiliza do poder coercitivo para liderar, trabalha no consenso e no equilíbrio emocional.

Liderança Laissez-Faire

Laissez-faire é uma expressão francesa que significa “deixar fazer” e é usada para descrever um líder que deixa os colegas prosseguirem com o que fazem. É um tipo de liderança onde só há a intervenção do líder quando for solicitado. É o grupo quem decide seus prazos e metas. O líder não intervém na divisão das tarefas.

É um estilo pouco utilizado no mundo dos negócios que esta voltado a resultados.

Pode ser encontrada nos negócios de alto nível de criação, por exemplo, trabalhos específicos de motivação e capacitação, “brain storming” e funciona em equipes onde os indivíduos têm muita experiência e espírito de iniciativa.

Esse tipo de liderança pode desencadear:

  • Fortes sinais de individualismo;
  • Falta de capacidade da equipe em se organizar;
  • Discussões frequentes;
  • Desempenhos insatisfatórios;
  • Desagregação;
  • Insatisfação;
  • Agressividade;
  • E principalmente pouco respeito ao líder.
Liderança Situacional

O líder neste caso atua de acordo com o perfil e maturidade do funcionário.  O conceito de Liderança Situacional é bem simples e pode ser adequando-se a cada momento do processo de liderança.  A chave dessa metodologia é o nível de maturidade dos subordinados em relação ao desempenho com as tarefas.

A maturidade consiste na capacidade de estabelecer objetivos e metas, aceitar as responsabilidades e a aptidão para desempenhar a tarefa solicitada, sendo que esse critério é avaliado pelo líder, visando saber se o subordinado tem experiência e formação para desempenhar a tarefa delegada.

Para entender um pouco mais sobre este estilo de liderança segue um arquivo:

A Liderança Situacional preocupa-se com a adequação ou a eficácia dos estilos de liderança, de acordo com a maturidade dos liderados em relação à tarefa (Hersey e Blanchard, 1986). Os autores construíram o seu modelo baseando-se em proposições vindas de pesquisas anteriores, resumidas a seguir (conforme citado por Bass, 1990):

  • Os estilos de liderança variam consideravelmente de líder para líder. Alguns comportamentos do líder envolvem uma estrutura de iniciação para realizar tarefas, ao passo que outros líderes se comportam de forma a construir e manter boas relações pessoais. Outros ainda adotam ambos ou nenhum.
  • O mais efetivo estilo comportamental do líder é aquele que varia com a situação – Fiedler, 1967, e Korman, 1966;
  • O melhor estilo atitudinal é uma alta orientação para tarefa e para relações – Blake e Mouton, 1964;
  • O trabalho e a maturidade psicológica dos seguidores é crucial na determinação de qual estilo comportamental do líder resultará em maior efetividade – Argyris, 1962.”
Conclusão

Vários são os estilos de liderança que podem ser utilizados pelo Gestor ou mesmo Gerente de Projetos. Cabe a ele identificar, dentro do perfil da equipe de liderados, qual o melhor estilo a ser empregado.

Referência
  • Grupo de Estudo FGV – MBA Executivo Internacional em Gerenciamento de Projetos.

Posts Relacionados

Jefferson Duarte on sabtwitterJefferson Duarte on sabfacebookJefferson Duarte on sabemail
Jefferson Duarte
e-mail: contato@gp4us.com.br
Certificaçação PMP®, ITIL® e MCTS® em Microsoft Project. MBA Executivo Internacional em Gerenciamento de Projetos pela FGV e Gestão de Projetos de T.I. pelo IBTA. Pós-Graduado em Tecnologia WEB para Sistemas de Gestão Empresarial. Graduado em Ciências da Computação. Atuação profissional na área de T.I. com Processos e Projetos por mais de 10 anos.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz